* Laboratório: noite pra mergulhar nas emoções vividas até aqui

27 mar

Ariel com o roteiro nas mãos, Alek e Ritinha

Ariel com o roteiro nas mãos, Alek e Ritinha

Foi muito bom poder reencontrar Ariel e Ritinha ontem à noite. Passei as últimas três semanas totalmente imersa em outro projeto editorial e estava com muita, muita saudade dos nossos encontros, sempre tão especiais…

O laboratório de ontem foi dedicado a um mergulho nas emoções vividas desde que iniciamos este trabalho em junho de 2008. Conversamos sobre o momento mais marcante dos nossos encontros até agora, procuramos identificar qual a principal virtude que cada um está trazendo à tona em suas interpretações, como os ensaios se refletem no aprimoramento pessoal deles e ainda vislumbramos as emoções que ainda viveremos juntos ao longo desta incrível aventura…

Alek levanta questões para Ariel e Ritinha refletirem.

Alek levanta questões para Ariel e Ritinha refletirem.

Rtinha abre o coração

Ritinha abre o coração e fala muito sobre coragem e superação.

O papo rola solto e Ritinha comenta que sua principal virtude é ser guerreira.

O papo rola solto e Ritinha comenta que sua principal virtude é "ser guerreira".

Agora é a vez de Ariel mergulhar em suas emoções.

Ariel, por sua vez, revela que sua principal virtude é a determinação e procura expressá-la pelo olhar quando, por exemplo, banca o "bad boy" em uma cena "Pulp Fiction" do Colegas.

"Sabe o significado do meu nome? (...) É leão divino!", me ensina Ariel.

"Sabe o significado do meu nome? (...) É leão divino!", me ensina Ariel.

Ariel diz que desde que iniciou o laboratório na Gatacine tornou-se muito mais "confiante".

Ariel diz que desde que iniciou o laboratório na Gatacine tornou-se muito mais "confiante".

Promoção Humana

Como é maravilhoso estimular os talentos do ser humano para que floresçam ainda mais. Ontem conversamos bastante sobre isto e falei da importância de trazer essa força interior que existe no coração deles para os personagens do filme.

Depois, pra reforçar esse mergulho na identidade e trabalharmos a imaginação, propus o seguinte exercício:

– Eu faço o papel de São Pedro, tomo conta da porta do céu e vocês têm que me convencer a deixá-los entrar, me contando suas principais qualidades e tudo de bom que fizeram ao longo da vida…

Olha a carinha do Ariel me convencendo a entrar no céu...

Olha o Ariel me convencendo a entrar no céu...

Tudo termina com um gostoso abraço!

Tudo termina com um gostoso abraço! Como isso tudo é maravilhoso...

Pondo o Papo em Dia

Ariel e Ritinha subiram ao palco do Memorial da América Latina, na quinta-feira passada (19), durante o “Simpósio: Síndrome de Down – Cinquentenário da Trissomia do 21” . Na ocasião, o casal falou sobre sua vida conjugal e, lógico, aproveitaram a oportunidade para falar sobre o Colegas.

“Fiquei muito emocionado quando falei do filme em cima do palco”, me contou Ariel. Segundo Ritinha, eles ainda entregaram uma carta, o roteiro do filme e um DVD com vídeos sobre o projeto para a assistente social Luciana entregar ao governador de São Paulo, José Serra.

Semana passada ainda foi marcante por outro motivo: Ariel e Rita foram entrevistados pela Band (emissora de TV) e adoraram a experiência!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: